Podemos e devemos. No 8º  Encontro Ibero-americano de Museus, a pergunta e a resposta de António Pinto Ribeiro deram o mote para a desconstrução do discurso do museu-imperial  e do museu-espectáculo. Embora tenha pouco a ver com sentimentos de culpa, a notícia do Público da jornalista Lucinda Canelas pode ser lida aqui.