Arte em ponto crítico

L.O.V.E. por Maurizio Cattelan em Milão

Há uma nova atracção cultural em Milão. Mas não ‘para todos’. Ou será?
Para além da inevitável correria entre a Praça do Duomo (passar pelo Museu del Novecento), o Castelo Sforzesco e as Galerias da Pinacoteca di Brera (para nos prostrarmos perante as silenciosas esfígies de Piero della Francesca…), os mais incautos, isto é, os que forem parar à Piazza Affari darão de caras com uma irredutível obra de arte que nos manda para o… Siga.

É uma escultura pública inaugurada recentemente, em frente à Bolsa de Milão – a Borsa. L.O.V.E. é uma escultura monumental sobre um plinto e parece esticar um dedo do meio, com toda a autoridade. Digo bem, parece. Pois não é claro a quem aponta o dedo em pé; se ao mundo da Finança; se a nós próprios – o Povo – que nos deixámos enredar na narrativa da Crise; se ao poder divino. Em arte crítica, é assim, pelo ponto crítico, que a comunicação urbana enriquece a esfera pública.

A ler na VIRALAGENDA.