“O Parlamento aprovou na sexta-feira um projecto de lei do PS que pretende dar maior protecção laboral aos bailarinos, com a abstenção do PSD e CDS-PP e votos favoráveis das restantes bancadas. Em declarações ao PÚBLICO, a deputada socialista Inês de Medeiros salientou a importância desta “vitória”. “Isto vai ao encontro daquilo que tem sido uma reivindicação dos bailarinos profissionais há 20 anos”.

O diploma prevê a protecção dos profissionais de bailado clássico ou contemporâneo com a criação de um seguro especial de acidentes pessoais, “onde está incluído o desgaste físico à semelhança do que acontece com os atletas de alto rendimento”, explicou.

O projecto de lei propõe facilidades no acesso ao ensino superior no sentido de ajudar os bailarinos na sua requalificação profissional e pressupõe que os bailarinos com pelo menos 15 anos de actividade possam ter equivalência à licenciatura em dança – necessitando apenas de fazer uma formação pedagógica complementar – que lhes permita dar aulas no ensino básico, secundário e superior. “Os bailarinos são profissionais que acabam as carreiras muito cedo e por isso é preciso dar-lhes estímulos para aceder ao ensino superior”, justificou Inês de Medeiros”

Fonte: Público, Ana de Freitas, aqui.