O vídeo Remember Carthage, novo trabalho do artista Jon Rafman (em colaboração com Rosa Aiello), explora as relações entre memória e identidade, sejam elas históricas ou individuais. Usando imagens dos jogos de vídeo da Play Station 3 e Second Life, Rafman envolve o espectador na busca de um hotel abandonado no coração do Sahara. Deslizando entre espaços existentes, virtuais ou imaginários, este trabalho destaca a dificuldade de construir uma narrativa contínua, num momento em que esse conceito  parece cada vez mais vazio. Usando a tecnologia para mostrar como  podemos fugir da história, Remember Carthage enfatiza o impacto de um mundo pós-internet em noções como a  identidade nacional, os traços físicos do passado e a questão do declínio e nostalgia.

Fiel à sua ambição de reforçar as práticas artísticas no contemporâneo, o Palais de Tokyo inaugurou em Setembro de 2012 os projetos online. Regularmente, um artista emergente é convidado a apresentar um novo trabalho no site do Palais de Tokyo. A primeira sessão foi aberta pelo artista canadiano Jon Rafman.

A obra pode ser vista aqui.